A Comissão Feminista da ABRAT, formada por advogadas Trabalhistas e militantes na defesa dos direitos das mulheres, vem  manifestar  publicamente seu apoio e solidariedade à Advogada Nayara Gilda Gomes,   que sofreu uma tentativa de homicídio em 26/01/22, na cidade de Campos dos Goytacazes, no Norte Fluminense, no exercício da sua profissão. 

A Comissão Feminista da ABRAT, formada por advogadas Trabalhistas e militantes na defesa dos direitos das mulheres, vem  manifestar  publicamente seu apoio e solidariedade à Advogada Nayara Gilda Gomes,   que sofreu uma tentativa de homicídio em 26/01/22, na cidade de Campos dos Goytacazes, no Norte Fluminense, no exercício da sua profissão.

A ABRAT repudia veementemente todo e qualquer ato de violência contra a Mulher e contra a Advocacia, se comprometendo a praticar incessantemente o  enfrentamento a todas as formas de violência. 

Espera-se  que as autoridades competentes tomem todas as providências cabíveis, sejam céleres, e consequentemente, seja aplicada a devida punição do acusado dessa tamanha brutalidade.

O evento será  via plataforma zoom, retransmitido no Facebook da ABRAT com duas horas de duração, para debater o panorama dos direitos sociais frente ao Governo Bolsonaro, com duplas de ex-presidentes da ABRAT em painéis de 30 minutos (cada um com subtema e garantida a paridade de gênero).

Webinar - Papo com o IAB
Primeiro seminário virtual sobre os efeitos da pandemia no direito do trabalho e no processo do trabalho.
Estudos e reflexões em homenagem a Moema Baptista

Data: 03/09/2020
Horário: das 8h30min às 19horas.
Local: TVIAB

ABRAT participa da Segunda Edição da Revista Sindical do Uruguay - " Propuestas en Debate". 

A ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE ADVOGADOS TRABALHISTAS – ABRAT, entidade de âmbito nacional, ciente do Projeto de Lei de Conversão que faz aportes à MP 881/2019, em vigor desde 30/04/2019, ante seu conteúdo e a abrangência própria de um código normativo, MANIFESTA imensa preocupação com o desprezo a princípios de solidariedade e de proteção, de garantias e de afirmação democrática, razão porque invoca a especial atenção dos parlamentares, bem como de toda a sociedade brasileira.

Karlla Patricia Souza,  Diretora da Escola da ABRAT, participou no dia 12/06 do Seminário Direitos Humanos e Agenda 2030, no painel Trabalho e Gênero.

A delegação da ABRAT desembarcou hoje ( 11/06/2019), em Genebra para participar da Conferência centenária da OIT.

A segunda mesa debateu o tema: "MINISTÉRIO DO TRABALHO. PROSPERIDADE E TRABALHO DECENTE". 

E em seu segundo dia o V Encontro de Direito Sindical já começou com grandes palestrantes.

Está acontecendo hoje e amanhã o lançamento da 2ª Edição da obra coletiva da ABRAT “Feminismo, Pluralismo e Democracia", pela Editora RTM e sob a coordenação das Diretoras Alessandra Camarano, Karlla Patrícia de Souza e Arlete Mesquita.

Em obra que resgatou a história dos advogados trabalhista e da Associação Brasileira de Advogados Trabalhistas: ABRAT, desde a sua fundação, identificando seus objetivos estatutários, os motivos de sua criação, os CONAT e outros, publicada no ano de 2016, tive o prazer de entrevistar, dentre outros, todos os ex-presidentes da ABRAT que estavam vivos durante o tempo de pesquisa e produção – 2013 a 2015 – dentre eles, aquele que foi primeiro presidente.

A pandemia, o episodio vacinação, CPI e o mundo do trabalho têm provocado nos envolvidos com o Direito do Trabalho forte agito, que não permite manterem-se na condição de meros expectadores e sim de atores sociais ou até mesmo de artistas diante do desafio malabarístico de cada dia.

O dia 30 de julho é conhecido, nacional e internacionalmente, como o “Dia de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas”. A data foi instituída em 2013, pela Resolução A/RES/68/192, da Assembleia Geral das Nações Unidas, a qual destacou a importância de um marco para a “criar maior consciência da situação das vítimas do tráfico de seres humanos e promover e proteger seus direitos".

Ontem, dia 19/02, o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Felipe Santa Cruz, foi aplaudido em discurso no Tribunal Superior do Trabalho (TST), ao mencionar mulheres trabalhadoras, entre as quais jornalistas e magistradas, e criticar a "cultura machista" que, segundo ele, faz persistir a desigualdade salarial e "perpetua" a injustiça e o desrespeito às mulheres.

Felipe Santa Cruz fez a declaração durante a cerimônia de posse da nova presidente do TST, Cristina Peduzzi, primeira mulher a comandar o tribunal em mais de 70 anos.

A presidenta da ABRAT Alessandra Camarano está em Belém - PA para o lançamento da obra coletiva Feminismo, Pluralismo e Democracia que acontece logo mais na Universidade Federal do Pará. 

A Associação Brasileira de Advogados Trabalhistas - ABRAT, realiza, desde 1978, o CONAT - Congresso Nacional de Advogados Trabalhistas. Esse Congresso é hoje, o maior Congresso Trabalhista do Brasil, que congrega advogados e demais profissionais das áreas jurídicas, vinculados às Ciências Laborais.