A Justiça do Trabalho vem sofrendo ataques infundados, que atingem o Estado Democrático de Direito, principalmente quando partem de parlamentares que lançam acusações desproporcionais e graves em relação às atuações dos Advogados e Advogadas Trabalhistas, que foram acusados recentemente de ajuizarem ações simuladas. Ao mesmo tempo, atacam os Magistrados Trabalhistas e o Ministério Público do Trabalho, em um ato concatenado e articulado que lança uma pá de cal, sobre o Estado democrático de Direito.

A ideia de que o país precisa privilegiar o progresso econômico custe o que custar faz com que a Justiça do Trabalho seja vista como entrave. E isso explica, segundo o advogado Roberto Parahyba Arruda Pinto, os cortes de orçamento deste ramo do Judiciário, as ameaças de extingui-lo e as propostas legislativas que querem enfraquecê-lo.

Mais Artigos...